terça-feira, 13 de julho de 2010

CARA OU COROA


O passado que se reencontra,
O futuro que espera já cansado.
Na alegria ou na tristeza,
Estamos bem separados.
O feriado Nacional,
O corte salarial.
A febre delirante,
O refresco amargo.
O brilho das estrelas,
O Vulcão extinto.
Uma peça que faltava,
Os restos mortais.
A feira livre,
Uma pausa para os comerciais.
Um beijo molhado,
As visitas indesejáveis.
Conselho de quem está agora fora do trilho:
Nunca dê ouvidos a estranhos...

(Célia Demézio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Loading...