domingo, 3 de junho de 2007




As dores do outro não são minhas.
É meu o mar que vejo e o sol que me brilha.
As dores do outro se derramam em mim
E acolho o Deus que existe no outro em mim.
O outro em mim não me pertence e vergo meu ser
Para entender em mim a dor que dói sem doer.


(Zezé Goldschmidt )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Loading...